Empresas Perdem Dinheiro Onde Menos Esperam (Como Reduzir Custos)

Pare de jogar dinheiro da sua no lixo, ele paga seu salário….

Tenho notado em organizações, principalmente as de pequeno e médio porte, que seus colaboradores não estão muito preocupados com a saúde financeira da empresa e sim com seus empregos.

Como se um não houvesse relação um com o outro.

Com a globalização de hoje e a concorrência entre empresas com produtos semelhantes, qualidade idêntica a de seus concorrentes e preços altamente competitivos, seus gestores tem que se preocupar com muito com seus custos internos.

É nesse ponto que afirmo que muitas empresas estão perdendo dinheiro sem saber para onde vai.

Talvez por não terem o gerenciamento de profissionais experientes com uma profunda vivência profissional, mas sim jovens que estão mais preocupados em manter seus cargos e salários e obterem reconhecimento da empresa a curto prazo.

O reconhecimento vem com tempo, e talvez não seja da empresa, mas sim das pessoas que ele tem sob seu comando.

O que diferencia um profissional do outro é a postura que ele toma diante de determinadas situações, mais comuns do que se imagina.

Respeitar a empresa onde você trabalha é antes de tudo ajudá-la a sobreviver com sucesso

Na situação atual com a competitividade que encontramos hoje no mercado, observar os detalhes mínimos possíveis poderá vir a gerar uma economia nos gastos, mesmo que seja alguns centavos de real.

Cabe aos seus Gerentes e Administradores treinar, orientar e educar seus colaboradores para que isso aconteça e se torne um diferencial.

Não faça na empresa onde você trabalha o que não costumaria fazer na sua residência.

Porque falo isso e digo que algumas empresas estão perdendo dinheiro sem saber para onde ele está indo?

Vários exemplos de situações comuns no dia a dia da empresa podem ser citados, desde um simples clipe de papel jogado fora ou largado no chão;

isso é muito comum de se observar nos escritórios, como torneiras de toalete deixadas pingando, material de escritório desperdiçado, folhas das impressoras que poderiam ser usadas como papel de rascunho que são jogadas no lixo, salas que não estão sendo ocupadas largadas com as luzes acesas sem contar nos veículos da empresa que são usados.

  • Leia também: Como Fazer a Gestão Financeira nas Pequenas Empresas

    Podemos observar no transito que veículos de empresas são conduzidos de forma assustadora por seus motoristas. Não obedecem a sinalização, isso traz infrações que normalmente são pagas pela empresa.

    Não se preocupam em reduzir a velocidade diante de um buraco ou lombada, estacionam de qualquer maneira nas ruas. E o assustador é que quando você por uma razão ou outra aborda um desses motoristas e pergunta:

Você não tem cuidado com esse veiculo, não vê que pode quebrar ou estragar, antecipando o gasto com manutenção?

Aí ele responde;

“O veiculo não é meu é da empresa, ela que quem paga a manutenção, a empresa é rica”. 🙁

Se isso acontece sem que possamos ver; pois nenhuma empresa tem um supervisor que vá ao lado do motorista para observar como ele conduz o veiculo da empresa. Ele dirige o veiculo com cautela e obedecendo as leis de transito como se fosse seu?

E quanto aos funcionários que estão no escritório, fazendo copias sem necessidade, jogando clipes fora, gastando água e luz em abundancia, jogando no lixo folhas de papel que facilmente poderiam virar rascunho.

Será que seus encarregados, gerentes, supervisores estão conscientizando seus colaboradores a ajudar a empresa a economizar e assim obter sucesso mais longo e duradouro ou eles também estão mais preocupados com seus cargos, e isso passa sem ser observado?

Por isso eu digo que: “ respeitar a empresa onde você trabalha, é garantir o seu próprio futuro e o sucesso”.

Leva tempo para alguém ser bem sucedido porque o êxito não é mais do que a recompensa natural pelo tempo gasto em fazer algo direito. (Joseph Ross)

“Deve-se aprender fazendo a coisa; pelo pensamento você acha que sabe. Você não tem certeza, até que você tente. “(Sófocles )